Vacinação na fase adulta é importante para garantir imunidade a doenças

Engana-se quem pensa que vacina é para ser tomada apenas durante a infância ou a terceira idade. Além da vacina contra a gripe, existem outras que precisam ser tomadas durante a fase adulta para reforçar a imunização contra determinadas doenças.

Um exemplo é a vacina da febre amarela.

Atualmente, o Brasil vive o pior surto da doença, que é transmitida pelo mesmo mosquito transmissor da dengue, o Aedes aegypti, e causa febre, dor de cabeça, calafrios, náuseas, vômito, dores no corpo, hemorragias e pode levar à morte se não for tratada.

A melhor forma de prevenção contra a febre amarela é a vacinação. Recomenda-se que todas as pessoas que vivam em locais de risco tomem a vacina a cada dez anos para prevenir a manifestação da doença. Além disso, indivíduos que forem para essas regiões também devem se vacinar pelo menos dez dias antes da viagem.

Mesmo sendo uma das vacinas mais importantes, ela não é oferecida em postos de saúde. Para ser vacinado, é preciso ir a um Centro de Referência para Imunobiológicos Especiais, como o Hospital das Clínicas e a Unifesp, em São Paulo, ou procurar uma clínica de imunização da sua confiança.

Outra vacina importante é a da gripe.

Muitos adultos deixam de tomá-la com medo das reações que ela pode causar, porém isso é um mito, uma vez que o vírus da gripe fica semanas no organismo sem se manifestar e a proteção da vacina não é imediata. Ou seja, a suposta reação tem a ver somente com a própria gripe, e não com a vacinação.

Há ainda a vacina dupla tipo adulto para difteria e tétano. A primeira parte da vacinação é feita em três doses durante a infância. Depois delas, deve-se tomar a vacina novamente a cada dez anos para garantir a imunização, assim como no caso da febre amarela. Entretanto, não é isso que geralmente acontece na fase adulta, o que compromete a eficácia da vacina.

No caso da Tríplice-viral, que previne contra sarampo, caxumba e rubéola, três condições causadas por vírus, o adulto deve tomá-la caso não tenha recebido as duas doses recomendadas para a imunização completa quando era criança e tenha nascido após 1960.

Além disso, mulheres que pretendem ter filhos e não foram imunizadas também precisam se vacinar um mês antes de engravidar, uma vez que a rubéola por causar deformidade no feto.

A vacina contra a hepatite B também é importante, uma vez que a doença pode causar problemas sérios, como câncer no fígado. Até os 24 anos, todas as pessoas podem tomar a vacina gratuitamente em qualquer posto de saúde. A gratuidade se estende para adultos que fazem parte do grupo de risco, como profissionais que têm contato com sangue ou que mantenham relações íntimas com um portador da doença.

Já a pneumonia, inflamação causada pela bactéria pneumococo, também pode ser prevenida através da vacinação. A doença pode afetar pessoas de todas as idades, principalmente indivíduos com mais de 60 anos. Por isso, pessoas nesta faixa etária não podem deixar de tomar a vacina pneumo 23, vacina que previne contra a pneumonia.

Existem muitas vacinas que precisam ser tomadas durante a fase adulta para garantir a imunização. Por isso, é importante redobrar a atenção com a carteira de vacinação e deixá-la em dia.

Author Info

Cássio