VACINAÇÃO: É hora de se prevenir contra a febre amarela

Neste período da estação mais quente do ano o aumento das temperaturas favorece a reprodução do mosquito Aedes aegypti, possível vetor da febre amarela urbana.

Quem ainda não se protegeu contra a doença é hora de se preparar: Vacine-se!

Segundo especialistas, há dois ciclos da doença: o silvestre e o urbano.

O Brasil não possui transmissão urbana desde 1942 e todas as ações que estão sendo feitas são para evitar a urbanização da doença. E a forma mais eficaz de se prevenir é com a vacina.

A febre amarela silvestre ocorre em áreas de mata, transmitida pelos mosquitos Haemagogus e Sabethes e o homem pode se contaminar acidentalmente nestas regiões.

No meio urbano, a febre amarela pode ser transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. Portanto, o vilão da doença é o mosquito, que transmite também dengue, zika e chikungunya, não os macacos como chegou a ser disseminado em redes sociais.

Os sintomas da febre amarela, geralmente, começam com febre alta, mal-estar, dor no corpo, náuseas/vômitos, com duração de dois ou três dias.

Alguns pacientes podem apresentar, após este período, uma melhora de algumas horas ou de um dia, mas depois podem evoluir para formas mais graves.

Nestes casos, a pessoa pode ter comprometimento do fígado (icterícia, com olhos e pele amarelados), do rim e apresentar sangramentos. Pode evoluir para coma e óbito.

Especialistas informam quecaso uma pessoa que ainda não foi vacinada vá para uma área de risco e comece a sentir os sintomas, a recomendação é que procure um médico imediatamente.

Em 2018 a capital paulista registrou 13 casos autóctones (adquirido no município) de febre amarela, dos quais 6 resultaram em morte, e 107 casos importados, desses casos importados 22 evoluíram para óbito.

Em 2017, não houve nenhum caso autóctone e 28 importados. Em se tratando da febre amarela, cerca de 50% dos casos podem evoluir para óbito.

Para combater o mosquito, a população pode ajudar fazendo vistorias pela casa, principalmente no quintal, para procurar por possíveis criadouros do Aedes aegypti. O criadouro potencial pode ser um recipiente que possa acumular água como latas, potes, bacias, pedaços de plástico e vidro.

Mitos sobre a Febre Amarela

Mulheres grávidas não devem ser vacinadas?

Grávidas que moram em áreas de rico devem ser vacinadas.

Mulheres que estão amamentando não devem ser vacinadas?

Mulheres que estão amamentando crianças menores de 6 meses de idade não devem se vacinar. Mas caso essa pessoa resida em uma área de risco ela deve ser vacinada e parar de amamentar por 10 dias.

Preciso tomar a vacina a cada 10 anos?

Não. Quem recebeu a dose plena está protegido por toda a vida.

Corro o risco de pegar a doença tendo tomado duas doses da vacina?

Não. A eficácia da vacina é extremamente alta.

Passar repelente previne a doença?

É uma forma básica de prevenção para quem não pode ou não tomou a vacina, mas ele não substitui a vacina e o repelente deve ser usado conforme recomendação do fabricante.

Corro o risco de pegar a doença em um lugar lotado?

A febre amarela não é transmitida de pessoa para pessoa

Idosos não podem tomar a vacina?

Os idosos que tenham contraindicação à vacina não podem tomar. Isso vale para pessoas de todas as idades, sendo idoso ou não. (Fonte: ministério da Saúde)

QUEM SOMOS

Sabia que a Saúde é a Clínica POPULAR pioneira em Taboão da Serra e região?

Os melhores preços na melhor localização!

Agendamento por WhatsApp ou telefone: (11) 96053-6102
e (11) 4788-2520

 

 

Author Info

Cássio