(11) 4788-2520 (11) 96053-6102 (WhatsApp) contato@asaudeclinicamedica.com.br

Como lidar com um portador do mal de Alzheimer

O mal de Alzheimer é uma doença crônica, degenerativa e sem cura que afeta mais de 26 milhões de pessoas. Existem várias hipóteses para explicar a condição, porém a mais aceita e utilizada atualmente para basear tratamentos afirma que ela é causada pela diminuição de um neurotransmissor chamado acetilcolina.

Os primeiros sintomas da doença são facilmente confundidos com o envelhecimento natural e com o stress, uma vez que o portador do mal de Alzheimer começa a ter problemas para lembrar de coisas recentes e articular frases. Outro sintoma que se apresenta nesta fase e que persiste até o fim da vida do paciente é a apatia a tudo que se manifesta a seu redor.

Conforme a doença avança, a memória a longo prazo também é afetada e o paciente não reconhece mais parentes próximos, como filhos e irmãos. Ao longo deste processo, o portador da doença perde completamente a independência. Por isso, o indivíduo precisa de cuidados diários e intermináveis, geralmente delegados a um familiar ou a um profissional.

O mal de Alzheimer não tem cura e nem prevenção cientificamente comprovada. Uma medida recomendada pelos médicos é o estímulo contínuo do cérebro através de jogos de xadrez e palavras cruzadas, por exemplo.

Uma alimentação saudável, baseada na dieta mediterrânea, o que inclui peixes, azeites de oliva, pães e vinhos, e exercícios físicos constantes também podem diminuir ou retardar os sintomas.

O mal de Alzheimer, assim como mal de Parkinson, afeta toda a família. É importante tomar muito cuidado com o paciente, especialmente nos estágios mais avançados da doença. O desgaste psicológico é muito intenso, mas não podemos esquecer que o portador da doença é importante em nossas vidas.

Author Info

Cássio